PAPO DE LETRAS

LISTAS

Babel Cultural

Portal colaborativo administrado por Débora Böttcher, onde muitas mãos escrevem e garimpam artigos e informações visando entreter com conteúdo que promova a reflexão e o conhecimento. Obrigada por nos ler: você é sempre bem-vindo!
Babel Cultural

Últimos posts por Babel Cultural (exibir todos)

Já deve ter acontecido com você: surge uma boa idéia para uma história, você se acomoda com a tela à frente e começa a escrever. A certa altura surge uma frase como: “Depois de longa caminhada, chegaram ao Castelo de…” Pausa: como vai ser o nome do Castelo? Tem que ser um nome intrigante, imponente, significativo… Você começa a pensar, levanta-se, caminha pela sala, olha pela janela, prepara um café, folheia livros de História Antiga… e o conto vai pro espaço, porque encalhou naquele ponto e você perdeu o fio da meada.

Uma solução é seguir em frente com o texto, deixando para pensar no nome depois, quando for ajustá-lo. Mas muitos escritores, para evitar contratempos assim, fazem listas – de nomes de personagens, divididos por idade, classe social, país, época; de nomes de lugares – cidades, castelos, praias, rios, estradas, desertos. Nomes que podem ter relevância numa história e serão mencionados em algum momento da narrativa. Nomes que você goste ou invente.

Fazer essas listas ajuda o autor a não perder o pique quando precisar citar um grupo de pessoas – e mesmo que depois decida que o personagem “Anna” tem mais cara de “Pietra”, o importante é não quebrar o embalo narrativo por causa de um detalhe.

Fonte: Mundo Fantasma

Espalhe por aí...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email

Babel Cultural

Babel Cultural

Portal colaborativo administrado por Débora Böttcher, onde muitas mãos escrevem e garimpam artigos e informações visando entreter com conteúdo que promova a reflexão e o conhecimento. Obrigada por nos ler: você é sempre bem-vindo!

Deixe um recado

Veja os livros que amamos em BABEL SHOP