LITERATURA RESENHAS

LIVRO SOBRE HUMOR PÓS CHARLIE HEBDO

Babel Cultural

Portal colaborativo administrado por Débora Böttcher, onde muitas mãos escrevem e garimpam artigos e informações visando entreter com conteúdo que promova a reflexão e o conhecimento. Obrigada por nos ler: você é sempre bem-vindo!
Babel Cultural

Últimos posts por Babel Cultural (exibir todos)

Banksy

Banksy

A Companhia das Letras lança em Abril “A Mão Livre – Humor Depois de Charlie Hebdo”, livro em que Luis Fernando Verissimo, Mauricio de Sousa, Angeli e outros 42 autores terão charges, histórias ou ilustrações incluídas.

A ideia é reunir reações de artistas ao atentado ao jornal satírico francês “Charlie Hebdo”, ocorrido no último dia 7 de janeiro, em Paris, quando terroristas armados invadiram a Redação e assassinaram 12 pessoas, incluindo os cartunistas Tignous, Cabu, Honoré, Charb e Wolinski. O massacre foi anunciado como uma resposta às provocações religiosas feitas pelo semanário, conhecido pelo humor irreverente.

Depois do atentado, artistas do mundo inteiro se manifestaram na imprensa e nas redes sociais, em debates que envolveram questões como liberdade de expressão e os limites do humor, e, de acordo com a editora, os artistas convidados puderam escolher uma ou duas páginas e ficaram livres para enviar suas histórias ou ilustrações.

Os autores participantes são Adão Iturrusgarai, Alexandra Moraes, Allan Sieber, André Dahmer, Angeli, Arnaldo Branco, Bruno Maron, Caco Xavier, Chiquinha (Fabiane Langona), Cynthia Bonacossa, Daniel Wernëck, Daniel Beyruth, Davi Calil, Diego Gerlach, DW Ribatski, Eduardo Damasceno, Eduardo Medeiros, Eloar Guazzelli, Felipe Nunes, Fernando Gonsales, Fido Nesti, Gabriel Góes, Gustavo Duarte, JAL, Jan Limpens, João Montanaro, Julia Bax, Luís Felipe Garrocho, Luis Fernando Verissimo, Luiz Gê, Luli Penna, Mariana Waechter, Mauricio de Sousa, Odyr, Paulo Caruso, Pedro Franz, Rafael Campos Rocha, Rafael Coutinho, Rafael Sica, Rodrigo Rosa, S. Lobo, Spacca, Tiago Elcerdo e Ziraldo.

O triste é ver que o terrorismo vem minando os ânimos dos jornalistas ligados ao Charlie Hedbo e é bem provável que, em pouco tempo, suas portas fechem: não é possível viver diariamente à margem do medo e na sombra das mortes que o ato provocou. E essa guerra, infelizmente, está longe de acabar…

Espalhe por aí...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email

Babel Cultural

Babel Cultural

Portal colaborativo administrado por Débora Böttcher, onde muitas mãos escrevem e garimpam artigos e informações visando entreter com conteúdo que promova a reflexão e o conhecimento. Obrigada por nos ler: você é sempre bem-vindo!

Deixe um recado

Veja os livros que amamos em BABEL SHOP