CONTOS LITERATURA

NANO-MICRO-MINICONTOS

Débora Böttcher

Débora Böttcher

Formada em Letras, com especialização em Literatura Infantil e Produção de Textos. Participou do livro de coletâneas "Acaba Não, Mundo", do site "Crônica do Dia", onde escreveu por 10 anos. Publicou artigos em vários jornais. Trabalha com arte visual/mídias. Também administra o Portal Feminino Estilo [Mulher] 40 [www.estilo40.com]
Débora Böttcher

Últimos posts por Débora Böttcher (exibir todos)

Quint Buchholz

Quint Buchholz

A Casa das Mil Portas é um projeto idealizado por Nemo Nox, com centenas de microcontos escritos por blogueiros brasileiros e portugueses. O desafio é a tentativa extremamente econômica de contar ou sugerir uma história inteira com cinqüenta letras – ou menos. No site mencionado, Nemo conta que o microconto possivelmente mais famoso é do escritor guatemalteco Augusto Monterroso: “Quando acordou, o dinossauro ainda estava lá.”

Ernest Hemingway é autor de outro famoso miniconto. Com apenas vinte e seis letras, conseguiu contar toda uma história de tragédia familiar: “Vende-se: sapatos de bebê, sem uso”.

Marcelino Freire publicou em 2004 a obra “Os Cem Menores Contos do Século”, em que desafiou cem escritores a produzir contos com cinqüenta letras (no máximo).


 Não existe um rigor para esse tipo de escrita e depende mais de critérios editoriais de quem os adota, uma vez que a teoria literária ainda não reconhece essa vertente de texto como gênero literário à parte. Alguns autores conceituam e estipulam limites precisos, nascendo assim algumas classificações:

– Nanocontos: até 50 letras – sem contar espaços e acentos;

– Microcontos: até 150 toques – ou seja, contando letras, espaços e pontuação;

– Minicontos: alguns estipulando 300 palavras, outros com limite de 600 até 1500 caracteres.

Eu sempre achei essa maneira de escrever super interessante – como os haikais. Nessa linha de pensamento, muito mais importante que mostrar é sugerir, deixando ao leitor a tarefa de preencher as lacunas da pequena narração e imaginar a história por trás da enxuta frase.

Por essas e outras, deixo aqui uma das minhas séries de nano-micro-contos – muitos dos quais se transformaram em Hiperbreves:

Foi ao psiquiatra para se livrar da dor; enlouqueceu de vez.

Dormia de pijama; passeava nua pelos sonhos.

Tomou o trem para esquecê-lo; encontrou-o na estação seguinte.

Desenhava retratos sob as luzes de Paris; enquanto perdia a visão.

Conheceram-se pela internet; uma traição virtual os separou.

Saltou da ponte sobre as águas; mergulhou na imensidão.

Tinha saudades da infância; mas ainda não tinha crescido.

Saiu desnorteado. Capotou na curva do túnel.

Andava sempre em linha reta. Morreu na contra-mão.

Incendiou a casa. Por dentro, ardia em chamas.

Amava a esposa do irmão. Casou-se com sua irmã.

Jurou que nunca a abandonaria. Mentiu sem intenção.

Queria ser atriz. Brilhou nos palcos da vida.

Perdoou a traição do marido. Envenenou a amante.

Ouvia música no último volume. Estava surdo.

Colecionava vestidos, sapatos e maridos. Em armários e fotos.

Depois da primeira vez, nunca mais amou.

Anotou na agenda do dia seguinte: viver urgentemente.

Ignorou o pedido de desculpas. Amargou seu orgulho.

Tinha síndrome de caranguejo: voltava sempre para a ex-mulher.

Impôs distância da recaída. Com mandado judicial.

Embriagou-se a noite toda. Jorrava álcool pelas veias.

Abortou. Antes mesmo de saber que estava grávida.

Tinha lembranças demais. Não sobrava tempo pra viver.

Olha-se no espelho todo dia. Ainda não descobriu quem é.


Para ler Minicontos de vários autores escritos em até 1000 caracteres, visite Hiperbreves.


Débora Böttcher

Débora Böttcher

Formada em Letras, com especialização em Literatura Infantil e Produção de Textos. Participou do livro de coletâneas "Acaba Não, Mundo", do site "Crônica do Dia", onde escreveu por 10 anos. Publicou artigos em vários jornais. Trabalha com arte visual/mídias. Também administra o Portal Feminino Estilo [Mulher] 40 [www.estilo40.com]

2 Comentários

Deixe um recado

Veja os livros que amamos em BABEL SHOP