HIPERBREVES

UMA VIDA INVENTADA

Débora Böttcher

Débora Böttcher

Formada em Letras, com especialização em Literatura Infantil e Produção de Textos. Participou do livro de coletâneas "Acaba Não, Mundo", do site "Crônica do Dia", onde escreveu por 10 anos. Publicou artigos em vários jornais. Trabalha com arte visual/mídias. Também administra o Portal Feminino Estilo [Mulher] 40 [www.estilo40.com]
Débora Böttcher

Últimos posts por Débora Böttcher (exibir todos)

Levantou-se do carro e, com a objetividade que há num último momento de coragem, perguntou à mulher: “Quem matou quem?” E como a negra não respondeu se fora o pai que matara a mãe ou a mãe que o fizera, ela deixou-se cair novamente no assento do carro, enquanto o mundo se interrompia num hiato. E esperou. Tudo esperou. As coisas precisavam se reorganizar para o movimento se restabelecer. Quando isso aconteceu, e a brisa do dia soprou novamente em seu rosto fazendo a pálpebra piscar sobre seu olho seco, o professor lhe contou o que queria saber, e nem mais um detalhe. Deixou que a menina ficasse ali imóvel, no seu novo mundo (suspenso), e não ousou acalentá-la como teria desejado fazer não tivesse a vergonha impedido, pois no ponto em que a menina se encontrava agora talvez um gesto assim fosse pouco. Talvez fosse invasivo. Talvez. De qualquer forma, logo vieram pessoas para carregá-la dali. Ela não se opôs, e ele deixou que a levassem.

| Maitê Proença | “Uma vida inventada” 

Débora Böttcher

Débora Böttcher

Formada em Letras, com especialização em Literatura Infantil e Produção de Textos. Participou do livro de coletâneas "Acaba Não, Mundo", do site "Crônica do Dia", onde escreveu por 10 anos. Publicou artigos em vários jornais. Trabalha com arte visual/mídias. Também administra o Portal Feminino Estilo [Mulher] 40 [www.estilo40.com]

Deixe um recado

Veja os livros que amamos em BABEL SHOP