REFLEXÃ0

VISÃO POLÍTICA – LEANDRO KARNAL

Babel Cultural

Babel Cultural

Portal colaborativo administrado por Débora Böttcher, onde muitas mãos escrevem e garimpam artigos e informações visando entreter com conteúdo que promova a reflexão e o conhecimento. Obrigada por nos ler: você é sempre bem-vindo!
Babel Cultural

Últimos posts por Babel Cultural (exibir todos)

Por Leandro Karnal

– Historiador, professor Doutor na Universidade Estadual
de Campinas (UNICAMP), desde 1996.


image

Imagem: Ana Guerra

Difícil sempre determinar se a luz no fim do túnel é a esperança ou um trem em rota de colisão conosco. Em meio a um período turbulento da economia e da política tupiniquins, proponho reflexões breves:

01) Corrupção é um fato histórico. Porém, estamos prendendo gente do governo em exercício. Isto não é comum. Quando muito, prendiam-se elementos do governo derrotado ou passado. Falta de ética era coisa dos adversários. Agora, estão sendo presas pessoas do primeiro escalão do poder em exercício, corruptos e corruptores. Foram presos um senador chefe do governo, um banqueiro, um empreiteiro que é um dos homens mais ricos do país e uma ex-eminência parda do atual governo. Sinal de fortalecimento das instituições democráticas e da autonomia da Justiça e da Polícia Federal. Falta muita gente na cadeia, mas temos um sinal tênue de justiça no ar. Pesquisa Datafolha: brasileiros consideram a corrupção o principal problema do país. Um bom sinal…

02) Houve uma decisão técnica, em si até defensável em SP: separar os estudantes maiores dos menores nas escolas estaduais paulistas. Houve uma reação de alunos, pais e professores em dezenas de escolas. Reclamam do prazos, dos critérios, do poder dos burocratas, das dificuldades das transferências, das distâncias das novas escolas. Ocuparam escolas. Tornaram, de fato, a escola pública num espaço público… Para mim, com todos os problemas envolvidos, um sinal de que a política ganhou novos espaços e de que o poder do Estado não é mais aceito de forma automática. Os estudantes e professores estão recebendo e dando uma aula diferente. Uma notícia pedagogicamente boa e politicamente extraordinária.

03) Democracia não é a paz perpétua, nem a ética absoluta. Democracia é um processo em construção, tumultuado como a própria vida e as contradicões da nossa sociedade. Tudo isto pode ocorrer agora porque não estamos na ditadura. Em meio à crise, pelo menos até agora, a sociedade brasileira dá mostras de amadurecimento. Preciso acreditar na metade do copo cheio. Perder a esperança é fazer parte do jogo de políticos canalhas, empresários desonestos e burocratas imbecis. Podem me roubar muito, menos minha crença na possibilidade de um amanhã melhor.

imageFalta muito? Sim. A Samarco tenta esconder dinheiro da justiça para não pagar vítimas. Houve assassinatos em Mariana por negligência e os autores estão livres. Corruptos notórios ainda desfilam sorrisos livres pelos noticiários. A saúde é um caos e a segurança desaba em clima de guerra civil. Falta muito, mas hoje penso, otimista, que, pelo menos, não falta tudo, falta apenas muito. Temos uma longa estrada pela frente, insuportável como as chamas da boate Kiss da Santa Maria e lamacenta como Mariana, mas queremos andar, com chamas por cima e lama por baixo… Nós queremos andar!


Babel Cultural

Babel Cultural

Portal colaborativo administrado por Débora Böttcher, onde muitas mãos escrevem e garimpam artigos e informações visando entreter com conteúdo que promova a reflexão e o conhecimento. Obrigada por nos ler: você é sempre bem-vindo!

1 Comentário

Deixe um recado

Veja os livros que amamos em BABEL SHOP